quinta-feira, 19 de julho de 2012







Nem tenho palavras para descrever as imagens que vi. Que vejo. Que revejo. Mais uma vez, a Madeira é assolada por uma catástrofe. O paraíso de que tanto me orgulho é mais uma vez destruido. Só que desta feita pelas chamas. Gritos, angústia e sofrimento contrastam com o empenho, cansaço e determinação com que os bombeiros, de toda a ilha da Madeira, combatem o fogo que entre ontem e hoje se alastrou um pouco por toda a ilha.
São eles os verdadeiros heróis. São deles que nos temos que orgulhar. Pois, sem eles muitas vidas se teriam perdido. E o Inferno seria ainda maior.
Madeira, minha Madeira, as tuas feridas hão-de sarar e a tua beleza há-de renascer ainda mais bela do que um dia foi. Estou contigo. De coração bem apertadinho. Pois serás sempre a minha Ilha de Púrpura.

5 comentários:

Miss S disse...

Custa-me tanto ver estas imagens. Nem dá para imaginar o sofrimento de toda a população. E o que me revolta e entristece mais é acreditar que foi fogo posto...

aNaMartins disse...

até me doí o coração. força querida!

Obrigada a todas!
Realmente ninguém consegue imaginar a aflição pela qual estas pessoas estão a passar. Não estou lá, mas digo-vos que o meu coração está.

Enviar um comentário
As Conversas da Sopa. Com tecnologia do Blogger.

A Sopa no Facebook

Todos os conteúdos deste site estão protegido pela lei internacional deCopyright e, não podem ser copiados, descarregados ou retransmitidos sem o consentimento prévio da autora.

Pesquisa

Estatísticas