sexta-feira, 23 de março de 2012
Ontem pude fazer aquilo de que gosto. Durou só 10 minutinhos, mas foram os minutos mais saborosos dos últimos dois anos. Por mais que queira mandar embora este bichinho, ele continua sempre aqui. Sempre amei jornalismo, reportagens, entrevistas, debates, tudo isto sempre fez parte da minha vida. Ainda me recordo, quando em pequena me perguntavam o que queria ser, já eu dizia que queria ser jornalista, com toda a garra e convicção.
No entanto, quando terminei a licenciatura deparei-me com uma realidade completamente diferente daquela que eu esperava. Acho que não fui a única a ver defraudados os meus sonhos. E, como toda a gente que "se tem que fazer à vida", arranjei um emprego o mais próximo que consegui do jornalismo. Porque, como a minha diz "o dinheiro não cai do céu". No entanto nunca desisti, ou até agora ainda não desisti.
Mas ontem foi um dia especial, ontem pude estar novamente diante de uma câmara com um microfone na mão. Ontem renasci. Mas também morri, pois a ideia de não voltar a fazer aquilo de que gosto é dolorosa. É a ideia de que "talvez" não somos bons o suficiente. De que "talvez", não estava destinado fazermos aquilo. É o "talvez" que me assombra todos os dias. É o "talvez" que me assusta.

5 comentários:

Su disse...

Não vejas as coisas numa perspetiva derrotista. Se conseguiste realizar o teu sonho por um bocadinho, acredita que pode voltar a acontecer! Sorte! ;)

Miss S disse...

Concordo com o comentário que a Su aqui deixou. Mas também compreendo a tua perspectiva. Quando entramos num curso, sonhamos que é aquilo que iremos fazer num futuro próximo. Mais tarde,iremos estudar mais um pouco para aprofundar os conhecimentos e realizar um trabalho cada vez melhor. Acreditamos que quando acabarmos o curso, as coisa no país vão estar melhor do que quando iniciámos o percurso académico.
Depois percebemos que tudo está igual ou pior e que não há lugar para fazermos aquilo que queremos,aquilo que gostamos,aquilo em que investimos.
Tu tiveste a sorte de conseguir,por alguns minutos fazer o que gostas. Pôr em prática aquilo que aprendeste. Eu,desde que acabei o curso,ainda não estive sequer próxima de fazer algo para o qual estudei,algo na minha área. A verdade é que não podemos desistir. Alguém há-de acreditar em nós,e há-de dar-nos uma oportunidade. Talvez esses 10 minutos no céu sejam os primeiros degraus numa caminhada real para atingires o teu sonho ;)

Miss S disse...

P.S.: Respondi,no meu blog, ao comentário que lá deixaste em relação ao livro. Espero que seja útil ;)

Nem sempre o que sonhamos é alcançado de um dia para outro, não podemos perder a esperança. Quem sabe se não volta a pegar nesse microfone...mas cedo do que imagina ;)

Bom fim-de-semana.
Bjnhos :)***

Tsuri disse...

Nunca desistas, pois hoje podes achar que não voltas a fazê-lo e amanhã surge uma oportunidade irrecusável:)
Anima-te.
beijinhos grandes

Enviar um comentário
As Conversas da Sopa. Com tecnologia do Blogger.

A Sopa no Facebook

Todos os conteúdos deste site estão protegido pela lei internacional deCopyright e, não podem ser copiados, descarregados ou retransmitidos sem o consentimento prévio da autora.

Pesquisa

Estatísticas