quinta-feira, 24 de novembro de 2011
Parece que, ultimamente só se fala e só se faz greve. Acho que as pessoas devem lutar pelos seus direitos e mostrar a sua indignação quando preciso, mas será que as greves vão mesmo mudar alguma coisa? Fico na dúvida. Não será antes a greve, uma maneira de "algumas" pessoas ficarem em casa a descansar?
Não sou a favor de muitas das medidas de austeridades implementadas e planeadas para o próximo ano, até porque me afecta, tal como a todos os portugueses. Mas, mais do que indignada com os políticos estou com as pessoas que votaram neles e que, apoiaram a endividamento português, eleição após eleição. Agora estamos a colher os frutos do que semeámos. Mais do que fazer greve, devemos trabalhar e fomentar o desenvolvimento económico português, porque só assim cresceremos, só assim sairemos deste buraco, só assim os nossos ordenados serão aumentados e os impostos diminuídos. Sei que é fácil falar, mas estou farta de me lamentar.
Não quero de qualquer maneira ferir susceptibilidades, ou dar a impressão de que sou contra as greves, muito pelo contrário. Se elas funcionarem, se elas realmente mudarem alguma coisa, então contém comigo, mas greve como desculpa para não trabalhar, não é greve é PREGUIÇA!


PS: Já agora senhores da CP, podiam começar a pensar num reembolso do dinheiro dos bilhetes em dia de greve, não acham?

1 comentários:

Hello! Pois eu tenho o mesmo sentimento. Concordo que lutem pelos seus direitos, mas confesso que começo estar farta das greves. E fiquei chocada com o que fizerem a 3 repartições das finanças em Lisboa.
Partilho igualmente o mesmo sentimento referente à CP.
Bjnhos :)***

Enviar um comentário
As Conversas da Sopa. Com tecnologia do Blogger.

A Sopa no Facebook

Todos os conteúdos deste site estão protegido pela lei internacional deCopyright e, não podem ser copiados, descarregados ou retransmitidos sem o consentimento prévio da autora.

Pesquisa

Estatísticas