quarta-feira, 17 de agosto de 2011
Este título faz-me recordar os tempos de escolinha, onde após os meses de férias os professores nos pediam para fazer uma composição sobre o que tínhamos andado a fazer. Bons tempos, esses!
Ora bem, que vos posso contar sobre as minhas férias? Fui para a minha querida ilha, Madeira. E, diverti-me à grande e à madeirense: muito bolo do caco, muita poncha (que o diga o meu estômago que ainda não voltou ao normal), muita nikita (acho que desta vez, bati o recorde), muitas lapas (que adoroo), enfim...foi umas férias de exageros bons, que nos próximos tempos vão assombrar-me!
Reencontrei-me com os meus amigos, e que bom que foi. A última vez que estivemos assim todos juntos foi há mais de 3 anos, por isso nem vos consigo dizer o quanto gostei. É daquelas coisas que só de falar, vêm as lágrimas ao canto do olho. Afinal eles são mais do que amigos, são a minha 2ª família. E, como não poderia deixar de ser, quando estamos juntos, houve muita bebedeira, muita asneira, mas acima de tudo muito divertimento. Só vos posso dizer que no dia seguinte acordei rouca e com uma grande dor de cabeça.
É difícil explicar o que é a Madeira para mim. Apesar de cá estar há 6 anos, e de já me sentir uma alfacinha (com sotaque e tudo), a verdade é que sinto que grande parte de mim pertence à Madeira e àquela estranha pronúncia. É onde nasci, onde está a minha família e grande parte dos meus amigos, aqueles que me conhecem desde sempre. Por isso, sempre que lá volto sinto uma alegria enorme. E, quando regresso sinto uma tristeza enorme. Mas tem que ser. Foi a vida que eu escolhi (ok, isto já parece a letra de uma música do Tony Carreira)!
De regresso a Lisboa, rumei ao Algarve, onde aproveitei para fazer um update ao meu bronze e relaxar o máximo que pude. Afinal, as férias são para isso mesmo. E, nem imaginam o calorão que lá estava. Cheguei a apanhar 40º graus. Uiii! Só se estava bem dentro de água! E, aproveitando que estava no Algarve e, que Espanha ficava mesmo ali à mão de semear, lá fomos até a Isla Canela gozar um diazito de sol e conhecer um pouco da gastronomia espanhola (que é uma merda, diga-se!).
De regresso a Lisboa ainda gozei do friadito :D
Melhor, não podia pedir para estas férias!


6 comentários:

oh! Adoro a Madeira! Acho-a muito mais divertida que os Açores! =D

Um beijinho!

Tsuri disse...

É tão bom quando as férias sabem tão bem assim? Confesso que já mal me lembro das minhas, tal já foi a intensidade de trabalho, sei que foram maravilhosas e isso basta. Aproveita agora para voltar gradualmente à luta enquanto te refugias nas lembranças dessas férias.
beijinhos:)

CBM disse...

Já vi que as férias foram boas...ainda bem ;-). Daqui a pouco mais de 1 semana vou eu mas estou preocupada com a m++++ da meteorologia. Cm tava o vento em Machiqueeeeee?

Já vi que este ano já não te encontro por lá.

O ano passado estive uma semanita na Madeira e, posso dizer-te, soube-me a pouco. Não consegui ver tudo o que queria. Adorei o mar, as lapas, a poncha, o bolo do caco, o bife de atum, o bailinho, etc, etc, etc.
Posso dizer-te que tenho lá família (que na realidade não o são) e quero lá voltar. Simplesmente adorei a Ilha da Madeira.

CBM disse...

Não sei porque mas ontem não consegui colocar o meu comentário através da minha conta de e-mail associada ao blogue :-(. Anyway, CBM sou eu :-).

Obrigada leguminosas. É bom estar de volta!

Enviar um comentário
As Conversas da Sopa. Com tecnologia do Blogger.

A Sopa no Facebook

Todos os conteúdos deste site estão protegido pela lei internacional deCopyright e, não podem ser copiados, descarregados ou retransmitidos sem o consentimento prévio da autora.

Pesquisa

Estatísticas