quinta-feira, 14 de abril de 2011
Se há coisa que odeio é que me digam o que fazer (naquele tom autoritário, de quem ainda pensa, que ainda manda em mim). Tira-me do sério.
Quando é que os pais vão perceber que crescemos e que aquelas crianças parvas, que dizem sim a tudo e que não se atrevem a levantar a voz, para não serem castigadas, já estão bem grandinhas e já não aceitam ordens? Pois, eu percebo que seja um pouco difícil de aceitar e, se calhar um dia quando for mãe também vou passar por isso... TRETAS (todas aquelas balelas que os pais gostam de dizer, "que fores mãe vais perceber"...enfim, usam esse argumento quando percebem que nos têm que dar a volta de alguma maneira e que a chantagem já não funciona). Quando é que vão perceber que esse tipo de argumentos só serve para nos afastar e não para nos unir? Não percebem, pois não? Pois, não foram vocês que o disseram, logo não percebem. Porque, alguém, algum dia vos disse que a partir do momento em que são pais, são donos da eterna razão...lamento informá-lo ESTÃO ERRADOS!
E sim, saímos de casa...somos aquilo que eu, carinhosamente, gosto de chamar de PSEUDOS-independentes. Já pagamos as nossas contas, já temos as nossas próprias responsabilidades...mas mesmo assim ainda não somos crescidos o suficiente, para vocês. O que fazemos nunca é o correcto, o nosso namorado nunca é bom o suficiente, NÓS nunca somos perfeitos o suficiente. E vocês têm sempre razão. Oh merda de mentalidade do Português que faz saltar a tampa à mais santa das sopas!
As Conversas da Sopa. Com tecnologia do Blogger.

A Sopa no Facebook

Todos os conteúdos deste site estão protegido pela lei internacional deCopyright e, não podem ser copiados, descarregados ou retransmitidos sem o consentimento prévio da autora.

Pesquisa

Estatísticas