quarta-feira, 30 de março de 2011
Admiro as pessoas que continuam a acreditar que o amor existe, apesar de já terem sofrido muito por causa ele. Pessoas que já foram enganadas, de mil e uma maneiras, mas que ainda acreditam que o amor puro e verdadeiro existe e que vão encontrá-lo. Admiro-as porque não sei se teria essa força. Talvez, porque vivo num mundo encantado onde acho que as coisas têm de ser cor-de-rosa e não pretas e, assim que elas se tornam pretas eu deixo de acreditar que algum dia serão de cor diferente. Como se recupera de uma traição? E, de duas? Como apagamos tudo aquilo que sofremos e recomeçamos de novo? E, se volta a acontecer? Como reagimos? Gostaría de saber responder a estas questões, mas infelizmente não sei. Mas, a verdade é que hoje aprendi uma grande lição. Aprendi que o mais importante é confiarmos em nós próprios. É caminharmos um dia de cada vez, primeiro a passo de caracol, depois a passo de coelho e, depois quem sabe à velocidade de um jacto. Que tudo se perdoa, mas que nem tudo se esquece. E que a confiança, base importante de uma relação, não se ganha de um dia para outro, mas vai-se construindo com os pedaços que ficaram da relação anterior. Hoje aprendi que é possivel colar as peças de um coração partido, com muita força, coragem e amor-próprio.

4 comentários:

A minha avó diz sempre "Fui casada 50 anos com o teu avô e hoje, apesar de todos os problemas que ele me deu, voltava a fazer tudo de novo!". É a maior prova de amor que conheço :)

Sílvia Sousa disse...

Se as pessoas sofrem devido ao amor é que ele existe não?
Se tudo fosse "only peace and love" viveriamos num conto de fadas e não numa realidade que se sente e que muitas vezes podemos torcar.

E sim... Se não gostares de ti... quem gostará? =)

Think about it!

Mafas disse...

Claro que é possível! E pior do que sofrer por amor - que é quase inevitável- é não poder viver um grande amor! Mas nem sempre tudo é cor-de-rosa e a vida ensina-nos isso e com isso crescemos e amadurecemos.
http://vidasdanossavida.blogspot.com/

Enviar um comentário
As Conversas da Sopa. Com tecnologia do Blogger.

A Sopa no Facebook

Todos os conteúdos deste site estão protegido pela lei internacional deCopyright e, não podem ser copiados, descarregados ou retransmitidos sem o consentimento prévio da autora.

Pesquisa

Estatísticas