sexta-feira, 28 de janeiro de 2011
Eu sou uma pessoa que odeia fazer as refeições sozinha. Nunca me habituei e nunca me irei habituar. Desde sempre que, em casa dos meus pais, fui ensinada que a hora das refeições era sagrada para a família e, como tal deveríamos estar todos reunidos. E assim sempre foi. Quando saí de casa para vir para Lisboa estudar confesso que a coisa que mais impressão me causou, foi o facto de fazer as refeições sozinha. Era incómodo. Estava p'ali a comer, sem ter com quem conversar, sem ter para quem olhar, sem ter ninguém a dizer: "come a sopa", "come tudo que estás magrinha", "tu quase que não comeste", era estranho. Começei a comer no quarto, uma vez que comer à mesa, deixava-me triste e, com saudades de casa, até que me apercebi que as minhas colegas passavam imenso tempo na cozinha a preparar o jantar, então fez-se luz na minha cabeça: "Porque não ia eu comer para a cozinha?Assim sempre tinha com quem falar", e assim foi. Passei os restantes 3 anos a fazer as minhas refeições na cozinha, com o prato na mão. Depois conheci o meu "mais que tudo"( que não gosta que eu trate assim, n'As Conversas da Sopa, porque acha que é impessoal - por isso André) e, finalmente encontrei alguém com quem partilhar as refeições, numa mesa e, não sentada na cozinha com o prato na mão à espera ansiosamente que alguém entrasse para preparar o jantar.
Algum tempo mais tarde, começei a trabalhar e a questão do almoço revelou-se um problema. Sim, eu sei que é estúpido não almoçar, só porque não temos companhia, mas eu sou assim. Como diz a minha mãe "não sei se é defeito, ou feitio". Mas, lá consegui dar a volta aos meus problema. Consegui arranjar maneira de, pelo menos, uma vez por semana, ter companhia de alguém para o almoço. E a coisa tem funcionado. Há semanas que até tenho companhia todos os dias! E, naqueles dias que não tenho companhia, saio para comprar qualquer coisa para comer e regresso ao escritório para fazer a refeição ao menos, no escritório, tenho companhia dos meus colegas.
As Conversas da Sopa. Com tecnologia do Blogger.

A Sopa no Facebook

Todos os conteúdos deste site estão protegido pela lei internacional deCopyright e, não podem ser copiados, descarregados ou retransmitidos sem o consentimento prévio da autora.

Pesquisa

Estatísticas