quinta-feira, 2 de dezembro de 2010
Ontem ao fim da tarde resolvi dar uma volta pela baixa Lisboeta e, como já era de prever acabei na Fnac a cuscar as últimas novidades livrescas e tecnológicas. Numa das minhas muitas excursões pela sessão dos livros (sim, sou daquelas maluquinhas que anda lá ás voltas), eis que passei pela sessão "espiritualidades" e, resolvi dar uma olhadela (de como quem não quer a coisa). Surpresas das surpresas, encontrei um livro interessante (não, não é o Segredo!hehe), cujo nome "Cartas a uma jovem amiga" captou a minha atenção.
Ao que parece, e segundo informações presentes no livro, o autor que escreveu este livro, Jiddu Krishnamurti, foi um "grande instrutor espiritual conhecido e admirado por todo o mundo" e este livro engloba uma série de cartas "escritas ao longo de 12 anos -1948/1960 a uma jovem amiga que atravessava um período" de grande sofrimento psicológico.

Sei que parece um pouco lamechas e tudo o mais, mas acreditem que dentro de toda esta lamechice há coisas muito interessantes, escritas pelo senhor.

Vou-vos deixar um pequeno excerto:
«O relacionamento é uma coisa estranha; muito facilmente caímos na habituação a um relacionamento particular, onde as coisas são tomadas como garantidas, com a situação aceite, não se tolerando qualquer variação; não se considera nenhum movimento em direcção à incerteza, mesmo por um segundo. Tudo é de tal modo regulado, tornado "seguro", bem amarrado, que não há hipótese de frescura, de um respirar revitalizador. A isto, e a muito mais, se chama relacionamento. Se observarmos de perto, verificamos que o verdadeiro relacionamento é muito mais subtil, mais rápido do que um relâmpago, mais vasto do que a Terra, pois ele é VIDA. A vida é conflito. Queremos fazer do relacionamento, uma coisa grosseira, rígida, manipulável. Deste modo, ele perde a sua fragância, a sua beleza. Isto surge porque não amamos, e o amor é certamente a maior das coisas, pois nele acontece o completo abandono de nós mesmos


As Conversas da Sopa. Com tecnologia do Blogger.

A Sopa no Facebook

Todos os conteúdos deste site estão protegido pela lei internacional deCopyright e, não podem ser copiados, descarregados ou retransmitidos sem o consentimento prévio da autora.

Pesquisa

Estatísticas