segunda-feira, 8 de novembro de 2010
O cancro da mama é um dos problemas, que mais perturba as Mulheres portuguesas.



Infelizmente, não se pode evitar, mas um exame ao seio com frequência, poderá determinar de imediato o problema. Saiba como reconhecer este inimigo maligno...

O cancro da mama, tem mais possibilidades de surgir com o avançar da idade. Normalmente, aparece por volta dos 50 anos, mas em qualquer outra altura, pode demonstrar a sua existência. Pelo seu desenvolvimento ser rápido, deve ir ao médico com frequência.

Observe com atenção os seus seios. Qualquer diferença ou deformação que encontre, contacte logo um profissional nesta área, pois se for maligno, aumentará muito rapidamente. Se algum familiar seu tiver sido afectado por esta doença, é normal que a sua probabilidade de ser afectada seja maior.

O aparecimento do cancro da mama, leva em muitos casos, a uma infiltração dos gânglios linfáticos em seu redor, ou à afectação de outros orgãos. Se a duração de tempo em que uma mulher, teve a primeira ovulação até à fase da menopausa for demasiadamente longa acautele-se, pois os riscos são maiores.

O facto de ter amamentado parece, embora ainda não se tenha totalmente certezas, ter um efeito preventivo para o surgir desta doença, em muito casos irreversível. A quantidade da hormona feminina, ou seja o estrógeno, também tem a sua influência para o desenvolvimento do cancro da mama.

Aquilo que lhe podemos transmitir acerca dos sintomas, que indicam o possível aparecimento da cancro da mama, é o seguinte: nódulos na mama ou deformação da mesma, dores, irregularidades da pele, eczemas e chagas em volta do mamilo, secrecção do mamilo, emagrecimento, palidez e uma intensa fadiga, retractam o cenário negro de que, algo está a correr mal.

Ao dirigir-se a um médico, pode constatar a gravidade da situação. Se o tumor for pequeno e sem infiltrações em outros locais, será extraído através de uma pequena operação, na qual uma parte da mama ou mesmo a sua totalidade, pode ser retirada. Mas, se o tumor for maior e já tiver atingido outros orgãos, a solução é recorrer à habitual operação e à possível radioterapia, para eliminar as restantes células cancerígenas.

Em seguida é muito provável, utilizar o método da quimioterapia, radioterapia e, por vezes, da hormoterapia. Medicamentos para eliminar a dor, são muito importantes e utilizados para combater as fortes dores e o mal estar causado.

Para se prevenir, faça exames você mesma ao seios, apalpando-os. A melhor altura para executar esta análise é durante o duche, ensaboando-o e apalpando-o em toda a sua extensão. Quando mais cedo for descoberto o problema, maiores serão as possibilidades de cura.

Actualmente, o cancro da mama, pode ser facilmente descoberto através das mamografias e dos seus auto-exames, ambos feitos regularmente. Muitos cancros da mama foram descobertos logo cedo, o que levou a um tratamento eficaz remediando o problema, em mais de metade das mulheres afectadas.

Cuidado com este problema, raramente afectando os homens e que, tem como sua preferência o seio feminino. Acautele-se pois, na pior das hipóteses, o seu aparecimento pode conduzir a um final fatal...


Fonte: mulherportuguesa
As Conversas da Sopa. Com tecnologia do Blogger.

A Sopa no Facebook

Todos os conteúdos deste site estão protegido pela lei internacional deCopyright e, não podem ser copiados, descarregados ou retransmitidos sem o consentimento prévio da autora.

Pesquisa

Estatísticas