Para todos aqueles que vivem e sobrevivem com esta doença. Para todos os familiares que sofrem a angústia de não saber como vai ser o dia de amanhã. Para aqueles que acreditam que a cura é possivel e que os tratamentos são a única maneira de alcançá-la. Para aqueles que já passaram por ela, sobreviveram e hoje têm uma história de coragem e amor para contar. Para todos os que ainda não passaram por isto, mas que vivem com medo de passar. O diagnóstico precoce da doença é a chave para o seu combate.


Porque a cura não é um sonho, mas uma realidade ao alcance de qualquer um.


Este filme foi realizado pelo António-Pedro Vasconcelos, com o apoio da RTP e da Roche. Um filme brilhante que conta a história verídica de duas sobreviventes do cancro. É de louvar esta iniciativa.
quarta-feira, 30 de março de 2011
Admiro as pessoas que continuam a acreditar que o amor existe, apesar de já terem sofrido muito por causa ele. Pessoas que já foram enganadas, de mil e uma maneiras, mas que ainda acreditam que o amor puro e verdadeiro existe e que vão encontrá-lo. Admiro-as porque não sei se teria essa força. Talvez, porque vivo num mundo encantado onde acho que as coisas têm de ser cor-de-rosa e não pretas e, assim que elas se tornam pretas eu deixo de acreditar que algum dia serão de cor diferente. Como se recupera de uma traição? E, de duas? Como apagamos tudo aquilo que sofremos e recomeçamos de novo? E, se volta a acontecer? Como reagimos? Gostaría de saber responder a estas questões, mas infelizmente não sei. Mas, a verdade é que hoje aprendi uma grande lição. Aprendi que o mais importante é confiarmos em nós próprios. É caminharmos um dia de cada vez, primeiro a passo de caracol, depois a passo de coelho e, depois quem sabe à velocidade de um jacto. Que tudo se perdoa, mas que nem tudo se esquece. E que a confiança, base importante de uma relação, não se ganha de um dia para outro, mas vai-se construindo com os pedaços que ficaram da relação anterior. Hoje aprendi que é possivel colar as peças de um coração partido, com muita força, coragem e amor-próprio.
Este vídeo está demais. E o puto é um amor. E é, mesmo sobre o amor que este vídeo fala. Sobre a importância de o dizer, quando o sentimos. Por mais que nos deixe envergonhados. Por mais que tenhamos medo. Por mais que achemos que vamos fazer figura de parvos. Porque amar não é parvo, não é algo por que tenhamos de nos sentir envergonhados. Amor é um sentimento que muitas vezes não entendemos, que muitas vezes escondemos, de quem muitas vezes fugimos a "sete pés", mas que para o bem ou para o mal ele está sempre dentro de nós.

Ora, aprendam lá qualquer coisinha com estes putos.


Esta é a mais recente música da Jennifer Lopez com o PitBull e chama-se On the Floor. Digamos que esta música é uma especie de reaproveitamento de uma das músicas brasileiras mais conhecidas de sempre - a Lambada.


Ora comparem lá e vejam se não há algumas semelhanças.

Hoje o meu dia começou logo mal. Estive uma hora e meia, na paragem à espera do autocarro. E a verdade é que, de 20 em 20 minutos e até menos, eles passavam, mas estavam tão abarrotados de gente que eu não me atrevi a entrar, com medo de ser espalmada. Quando, finalmente me aventurei a entrar, por uma das portas laterais (sem pagar, diga-se) apercebi-me da quantidade de gente que lá estava, e durante uns 15 minutos tive a sensação de ter congelado, pois não me podia mexer, nem um milimetro. Foi a pior viagem de autocarro da minha vida. Havia pessoas a espirrar, a dar cotoveladas, a pisarem-me, a empurarem...enfim...nem imaginam. Quase dá vontade de, neste dias, ir de armadura.

segunda-feira, 28 de março de 2011
Já está online, o novo site das Marcas de Confiança, cuja construção ficou a cargo da empresa MediaDetails – comunicação interactiva. Neste site, o utilizador tem a possibilidade de consultar um vasto leque de conteúdos, de uma forma interactiva, sobre diversas marcas e descobrir informações detalhadas sobre cada uma: vídeos, imagens e comunicados de imprensa. As tabelas dos vencedores Marcas de Confiança, tornam a pesquisa das marcas mais fácil, pois descrevem os anos em que as marcas foram eleitas e permitem clicar sobre cada marca para consultar a ficha de apresentação ou o vídeo da gala em que foram eleitos. E, porque a confiança é algo imprescindível a uma marca, o site disponibiliza também uma secção sobre a história das Marcas de Confiança, onde explica quais os seus objectivos e, como a eleição das Marcas de Confiança se processa.
Aliado à construção do site esteve também a inserção das Marcas de Confiança nas redes sociais, Facebook, onde a inovação e a criatividade deram azo a uma página diferente, daquela a que estamos habituados, onde a acessibilidade e a facilidade de acesso aos conteúdos foram tidos em conta.


Juliana Melim
in BlogDetails
É verdade, que a língua portuguesa é um pouco traiçoeira, mas não assim tanto. No entanto, acho que o problema aqui nem é com a palavra "heterossexual" em si, mas sim com o seu significado. As pessoas estão tão fixadas na palavra "homossexualidade", que qualquer palavra que se pareça minimamente com ela, leva a mesma conotação.

Para não cairem no mesmo erro, vejam o vídeo e divirtam-se.


Ora, cá está mais um voxpopi acabadinho de fazer. O tema deste mês é "Qual a viagem de uma vida que gostaria de fazer?". Se alguém me fizesse esta pergunta, acho que teria de responder uma viagem à volta do Mundo, pois adoro viajar e acho que uma viagem à volta do Mundo seria "a" viagem da minha vida (quem sabe, talvez um dia).

Clica aqui para ouvires algumas das respostas.
sábado, 26 de março de 2011
Sábado, 26 de Março

Apague as luzes e ilumine esta ideia por um Planeta Vivo.
Vá além desta hora na luta contra as alterações climáticas!



Caso queiras saber mais sobre esta iniciativa clica aqui e és directamente redirecionado para o site desta organização, WWF.
sexta-feira, 25 de março de 2011

Antes de qualquer comentário vejam o vídeo sff. O que é isto? Este senhor nem falar sabe, quanto mais coordenar uma equipa? E um jogador chinês? Mas, vamos mudar de mascote, ou coisa assim? Já que não podemos levar um leão para o estádio, vamos levar um chinês? Oh sr. Futre pelo que eu entendi, o senhor não quer o jogador pelas suas capacidades futebolísticas, mas sim pela publicidade.
Juro que isto até parece um sketch dos gato fedorento.
Ontem, comentaram comigo que as Conversas da Sopa está a ficar muito político. Confesso, que nos últimos dias tenho mostrado um interesse especial pelo que se passa na vida política do nosso país, mas acho que este facto tem alguma legitimidade, dado os mais recentes acontecimentos. No entanto, quero deixar aqui bem claro que não defendo nenhum partido, aliás acho que as próprias acções de todos eles, falam por si e não merecem qualquer defesa. O que tento fazer é informar-vos sobre o que se passa, da melhor maneira possível (ou pelo menos, tentar).  Eu, não percebo muito de politiquices, mas esforço-me por perceber, pois creio que é essencial as pessoas estarem a par daquilo que se passa, para assim poderem tomar melhores decisões que vão ter impacto, no futuro próximo. Estar informado, hoje mais do que sempre, é poder.
Gosto de manter os meus leitores informados, esse também é um dos objectivos d' As Conversas da Sopa, e dado o actual clima de instabilidade política portuguesa, é importante percebermos aquilo por que estamos a passar e entender certos aspectos que, no futuro, nos ajudaram a tomar melhores decisões. Por isso, aconselho-vos vivamente a visitarem esta página da revista online da Visão, que explica detalhadamente a crise e cujo titulo é: Crise por miúdos. É de louvar o trabalho destes jornalista, que trabalharam no sentido de desmistificar e esclarecer algumas dúvidas, relativamente ao actual estado de crise.

Porque pessoas informadas sabem tomar melhores decisões.
Desde de que deu os primeiros passos, que o meu querido irmão é louco por futebol. O ano passado, lá convenceu a minha mãe a inscrevê-lo, numa equipa de futebol. Ainda não o tinha visto equipado e confesso que sendo uma irmã babada, como sou, fiquei toda comovida. O meu menino cresceu tanto. Até já diz que vai ser o próximo Cristiano Ronaldo, em versão Melim, é claro!

terça-feira, 22 de março de 2011
Que os sonhos, por vezes se realizam isso já todos sabemos. Agora o que não sabíamos era que o sonho de alguns, nomeadamente deste miúda de 13 anos, chamada Rebecca Black, se iria tornar num pesadelo partilhado pelo Mundo. Esta música, intítulada "Friday" foi considerada a "pior canção do mundo", pelos críticos e até  a revista Time a classificou, como "horrível ao ponto de ser hilariante".


Mas nem tudo são más notícias, para esta aspirante a cantora. A música em si pode não ser um sucesso, mas o vídeo no Youtube já foi visualizado por mais de 30 milhões de pessoas, em todo o Mundo. Afinal o dinheiro dos papás não foi assim tão mal gasto.
Ultimamente ando sem paciência para nada. Irrito-me muito facilmente e ando extremamente cansada. É claro, que tudo isto acalmou, um pouco, depois de ter regressado da Madeira, mas mesmo assim noto que ainda estou irritadiça. E a juntar a este meu estado parvo está o stress, sim o stress. Motivo? Há mais de um mês que não toco na minha tese. Sei, que em estado normal já estaria a subir paredes, mas estou tão apática que nem reacção tenho. Mas, a partir desta semana tenho de dar corda aos sapatos, que é como quem diz "batalhar no duro" para a tese, pois conto tê-la quase pronta em Junho e até lá só faltam 2 meses e mais uns diazinhos, e ainda me faltam analisar 3 jornais inteiros, por analisar.
Acho que o truque nesta altura é respirar fundo e pensar positivo. Vamos é lá ver se continuo assim tão positiva, nas próximas semanas.



Encontrei este artigo e, desta vez, optei por transcrevê-lo na íntegra, pois acho que vale a pena ler o que o director do jornal de Negócios, Pedro Santos Guerreiro, diz sobre o actual estado da política em Portugal.


A Crise Política mais estúpida de sempre

"Conhece a expressão "morrer na praia"? Esqueça. Portugal chegou à praia, viu lá um poço e atirou-se.
Os donos da praia, que tinham o posto de S.O.S em alerta, nem querem acreditar nos seus olhos. Em vez da maca para doentes, atiramo-nos para a cama de pregos dos faquires. Estas eleições não são um suicídio, são um homicídio.
Estamos nisto desde Outubro, escapámos por um triz à entrada do FMI em Novembro, o BCE e a Comissão Europeia emprestaram-nos dinheiro e tolerância para ganharmos tempo e entrarmos já na nova forma de ajuda externa, menos intrusiva e cara do que a grega e irlandesa. E Portugal, depois de cinco meses de resistência, de negociação e de ajudas, chega à véspera da Cimeira Europeia e fica sem Governo. Na véspera! É inacreditável, é lamentável, é irresponsável. Salve Luís Amado, o dissonante, o esclarecido, o isolado, que em Bruxelas, Frankfurt e Berlim conhece o sabor do pão que o diabo tantas vezes amassa.
Desde que tomou posse que este Governo está a prazo. Por isso Sócrates constituiu um Executivo manso, por isso negou evidências, por isso faz jogos de palavras com uma notável capacidade de esquecer o que disse antes que faz de qualquer amnésico um homem sempre actualizado. Mas é este o Governo que está eleito pelos portugueses, é a este Governo que tem de cumprir a função de governar.
Estas eleições são um crime porque acontecem no pior dia possível, ameaçando o sucesso da própria cimeira do euro que nos ia acudir. Estas eleições são um crime porque Portugal tem até Junho dez mil milhões de euros para pedir emprestados, porque a banca está em stress, porque as empresas públicas estão a ficar sem dinheiro. Estas eleições são um crime porque vão produzir meses de foguetório político para eventualmente chegar a minorias e inviabilidade negocial entre PS e PSD. Estas eleições são um crime porque são contra o interesse nacional, contra os portugueses, contra a sensatez. Se é crime, há culpado e não é preciso jogar Cluedo: Sócrates foi o primeiro responsável por esta crise política, como admitiu ontem Luís Amado, fosse por calculismo político ou por cegueira não ensaiada. Passos Coelho podia ter evitado a crise, se engolisse outro elefante, e pode mesmo perder nestas eleições o que ganharia noutras daqui a mais tempo. Ou seja: depois da ajuda externa que ainda não chegou mas já partiu.
Portugal está mentalizado para eleições, mas não está preparado para eleições. Só um milagre de último minuto pode evitá-las. Sim, um milagre, porque estão cruzadas as únicas duas mãos humanas mandatadas para travar esta imolação política regada com gasolina da demência. Cavaco Silva é Presidente da República. É sua função zelar pelo regular funcionamento das instituições. Talvez o Presidente ainda nos surpreenda. Talvez nos mostre que as suas palavras na tomada de posse não eram vistosos invólucros de pólvora seca. A impotência não é uma função, é uma resignação.
Vamos para a sétima eleição antecipada desde 1979. Os países estáveis têm eleições de quatro em quatro anos, Portugal tem uma eleição antecipada de quatro anos e meio em quatro anos e meio. Ninguém se governa assim. Entretanto, há um PEC IV, que tem de ser mais do que o PEC que fica entre o III e o V. Caro Eng.º Sócrates, governe; caro Professor Cavaco, presida. De outra forma, não somos apenas nós que não merecemos ir a eleições, são os senhores que não merecem ser eleitos.
Quem diz que a economia dominou a política não conhece Portugal."





segunda-feira, 21 de março de 2011
Muito se tem especulado, ultimamente, sobre um possível desastre nuclear no Japão, superior aquele que marcou a história dos acidentes nucleares - Chernobyl, que libertou 400 vezes mais contaminação que a bomba atómica lançada sobre Hiroshima. Mas o que realmente se passou em Chernobyl? E, poderá um possível desastre nuclear no Japão ser mais devastador do que o que aconteceu há 25 anos atrás? Mas, mais importante ainda, quais as consequências directas e indirectas que tem sobre a população exposta a esta radioactividade?

Encontrei uma reportagem chocante sobre os efeitos que a radioactividade, expelida pela central nuclear de Chernobyl, ainda exerce sobre a população, mais de 20 anos depois.


Espero que o acidente de Chernobyl, juntamente com o que se passa actualmente no Japão, sirva para demonstrar que as centrais nucleares, não são, nem nunca serão a mellhor opção energética. É certo, que a probabilidade de acidente é muito reduzia, mas como podem constatar através desta reportagem, os efeitos aquando de um acidente nuclear são devastadores e perduram no tempo.

Valerá a pena o risco?
Desde o passado dia 15 de Março, que o Laboratório Gnóstica abriu ao público um novo posto de colheitas, no Hospital de Loulé. Este novo posto enquadra-se na política de proximidade do Hospital, que pretente ir de encontro às necessidades dos utentes. Para tal, e pensando nos seus utentes, o Hospital de Loulé, disponibiliza um horário alargado de colheitas: de segunda a sábado das 08:00 às 12:00horas.

Juliana Melim
Notícia disponível aqui
quinta-feira, 17 de março de 2011


Sei que não é o grupo mais popular em Portugal, sei que não é o estilo que mais vende,
sei que não é do álbum mais recente, mas quis partilhar com vocês um dos grupos
que acho mais original na maneira de compor e dos que melhor usa a palavra nas suas letras,
isto tudo mostrando que também pode haver boa música cantada em português.

Sei que não  vai ser do agrado de todos,
mas deixo-vos aqui uma música que considero ser...pessoal.

Ps: Sim o videoclip é pessimo, mas fica aí para seguirem a letra com a música

Espero que gostem!
Los Hermanos
Cara Estranho

 Composição: Marcelo Camello
 
Olha só, que cara estranho que chegou
Parece não achar lugar
No corpo em que Deus lhe encarnou
Tropeça a cada quarteirão
Não mede a força que já tem
Exibe à frente o coração
Que não divide com ninguém
Tem tudo sempre às suas mãos
Mas leva a cruz um pouco além
Talhando feito um artesão
A imagem de um rapaz de bem
Olha ali, quem tá pedindo aprovação
Não sabe nem pra onde ir
Se alguém não aponta a direção
Periga nunca se encontrar
Será que ele vai perceber?
Que foge sempre do lugar
Deixando o ódio se esconder
Talvez se nunca mais tentar
Viver o cara da TV
Que vence a briga sem suar
E ganha aplausos sem querer
Faz parte desse jogo
Dizer ao mundo todo
Que só conhece o seu quinhão ruim
É simples desse jeito
Quando se encolhe o peito
E finge não haver competição
É a solução de quem não quer
Perder aquilo que já tem
E fecha a mão pro que há de vir.

Encontrei por acaso no site do Canal de Televisão ABC News imagens de satélite, antes e depois do Japão ter sido atingido pelo Tsunami e é, simplesmente, incrível. A imensidão da devastação a que o Japão foi sujeito por esta calamidade faz-nos pensar o quão pequeninos nós somos, face ao poder estrondoso da mãe Natureza.



Hoje parto para a Madeira, para passar o fim-de-semana. Depois de várias semanas de árduo trabalho, eís que consegui UM dia para descansar e, aproveitei e reservei logo a minha viagem para a ilha. Já lá não ponho os pés há mais de 6 meses, e a verdade é que as saudades começam a apertar.
Esperemos é que esteja bom tempo!
O mundo da Internet é realmente fantástico. Podemos fazer, quase tudo, sem sair de casa (ou no meu caso, da cama). E, os sites de roupa, bijutaria e sapatos são, sem sombra de dúvida, a minha perdição. E, a Briganthia tem feito as delícias dos meus olhos. É um site recente, que tem tudo aquilo que uma mulher pode querer, a preços muito acessíveis (pois, realmente isso é o que importa).

Eis algumas coisas, nas quais já estou de olho:





sexta-feira, 11 de março de 2011
Imagens incriveis do tsunami que assolou, hoje, o Japão.


Quase parece imagens de um filme, mas a verdade é que é a pura realidade. Hoje, um sismo 8.9 na escala de Richer, com epicentro a nordeste da costa do Japão, abalou todo o território Japonês,formando um tsunami com ondas de 10 metros que invadiu toda a costa Japonesa, arrastando tudo o que encontrou pela frente. Até agora ainda não foi contabilizado o número de desaparecidos, mas a verdade é que o número de mortos já ascende as 20 vítimas. De acordo com peritos este é apenas o 6º sismo, desta escala, registado no mundo.
quarta-feira, 9 de março de 2011


"A Internet, as redes sociais e as tecnologias web actualmente disponíveis têm cada vez mais impacto nas vendas empresariais:
- Aproximadamente dois terços dos potenciais clientes efectuam as suas próprias pesquisas online e estão a evitar os contactos dos comerciais - principalmente nas primeiras fases do processo de compras empresarial - “How Customers Choose Solution Providers, 2010: The New Buyer Paradox”, ITSMA.
- A facilidade, em termos tecnológicos, na criação de blogs, vídeos, webminars, websites, white papers, case studies, etc., permite que qualquer empresa crie e distribua conteúdos. No entanto, de acordo com o estudo de mercado "Content Connects” da UBM TechWeb, quase metade dos inquiridos NÃO concorda com a afirmação "os fornecedores disponibilizam informação técnica, visão de mercado e case studies úteis”.
- Cerca de um terço das decisões de compra são baseadas em conteúdos - "Content Preferences of IT Decision Makers and How Marketers Can Increase Engagement and Relevancy Using Professional Content", UBM TechWeb .
Neste sentido, a criação conteúdos úteis, apropriados e distribuídos de acordo com cada uma das diferentes fases do processo de compras empresarial – Content Marketing Mapping* – tornou-se uma necessidade prioritária no mundo empresarial."



Texto retirado da Quidgest
Para mais informações sobre este workshop, cliquem aqui


*A inscrição neste workshop custa 50€ (mas vale a pena)!
Hoje acordei com uma vontade enorme de dançar. Há muito tempo que não saio para dançar e já estou com saudades. Há uns anos atrás, ninguém me conseguia prender em casa numa sexta-feita ou num sábado à noite, mas os anos passam e as pessoas acabam por acomodar-se, e eu não fugi à regra. Sinto inveja desses tempos, dos tempos em que ninguém me conseguia parar, dos tempos em que dançava a noite inteira e me divertia à grande. Hoje não é tão fácil para mim divertir-me. Fiquei mais exigente. Não gosto de toda a música, nem de muitas discotecas. Hoje, aprecio uma boa conversa, num bar da esquina, com música ambiente. Sei que se calhar sou muito nova para dizer isto mas estou velha, pelo menos de espírito. Quem me conhece, sabe que há uns 3/4 anos atrás, eu era uma pessoa completamente diferente, daquela que sou hoje. Era meio desaparafusada, espontânea, e confiante. Achava-me a dona do mundo e, por momentos fui. Hoje, não me posso dar ao luxo de ser assim. Com um horário de trabalho de 8horas a fugir para as 9/10/11 horas a única coisa que me apetece fazer, numa sexta-feira à noite, é chegar a casa e relaxar. Ver um bom filme com gelado a acompanhar e dormir (sim, porque adoro dormir)! Mas de vez em quando, dá-me esta vontade de ser "a SOPA", de sair e dançar até de manhã, sem parar e, é nestas alturas que me apercebo de que algo em mim se perdeu.
Confesso que não gosto muito do estilo da Lady Gaga, acho-a demasiado espampanante (que é como quem diz, meia avarida), mas gosto de algumas das suas músicas.



Deste vídeo, confesso que não gosto mesmo nada, nada, nada...A primeira vez que o vi fiquei petrificada (não no bom, mas no mau sentido), no entanto não posso dizer que não entendo a senhora. O mundo da música estava a precisar de algo novo, bombástico e ela trouxe isso mesmo.


Cometemos erros, criamos novos erros e às vezes repetimos os erros antigos. Sentimo-nos impotentes, fracos, pequenos, insignificantes. De repente, algo muda e com ele o nosso estado de espírito. Volta a alegria, o encanto, a beleza... Nada é eterno, a vida é apenas uma pequena página de um grande livro, onde o actor principal mantém-se, mas as personagens e o cenário estão em contante mudança e, onde o argumento é sempre igual, sendo adaptado apenas aos diferentes cenários e às diferentes personagens.

Caros amiguinhos aqui vai mais um voxpopi, que este mês vem embalado em sotaque do norte. Sim, é verdade, este mês decidi abandonar Lisboa e parti rumo ao Porto, em buscar das mais variadas opiniões. O tema, "qual o seu ícone musical", foi de alguma controvésia uma vez que, como seria de esperar, as respostas divergiram (e muito!!).
Estão curiosos? Então cliquem aqui para ouvirem as respostas.
terça-feira, 1 de março de 2011
A minha semana ainda agora começou e eu já estou a rezar para que ela termine o mais rápido possivel.
Acabei de saber que os estágios profissionais vão levar um corte de 20% na remuneração. Sim, ouviram bem 20%. Ou seja, quem ganhava 838€ passa a ganhar uns míseros 581€. Mas será que alguém acha isto normal? Licenciados, mestrados e doutorados a receber 581€? Mas será que este governo perdeu o juizo? As pessoas que têm estas brilhantes ideias não recebem este valor de remuneração, pois se recebessem nunca aprovariam tal coisa. Depois espantam-se que haja jovens de 30 anos a viver na casa dos pais, ou que a taxa de natalidade em Portugal esteja tão baixa... ou que a procura de compra de casa tenha diminuido no último ano... porque será?


Cliquem aqui para lerem o artigo

As Conversas da Sopa. Com tecnologia do Blogger.

A Sopa no Facebook

Todos os conteúdos deste site estão protegido pela lei internacional deCopyright e, não podem ser copiados, descarregados ou retransmitidos sem o consentimento prévio da autora.

Pesquisa

Estatísticas